Como visitar o Mercado Flutuante Damnoen Saduak (Bangkok)

Os mercados flutuantes estão hoje mais para atração turística do que uma forma local de comprar frutas, verduras e outros itens.  Naturalmente as coisas evoluíram e mesmo na Tailândia, onde os mercados flutuantes são uma tradição, não é assim que um morador opta por fazer suas comprar de alimentos do dia a dia.

Para o visitante e o turista, estes mercados ainda são uma novidade e uma oportunidade de entender como eram estes hábitos em uma cidade que já foi chamada de “ Veneza da Ásia” por conta dos seus diversos canais e rios. Nós optamos por conhecer o mercado flutuante Damnoen Saduak por ser o maior e mais famoso deles, mas existem diversos outros mercados ao redor da área metropolitana de Bangkok, como o Taling Chan, Bang Ku Wiang e Tha Kha.

A maneira mais fácil (e mais cômoda) de conhecê-los é contratar alguma das diversas agências de turismo que você irá encontrar ao longo da Khao San Road. Pesquise os preços, pois pode haver variação.

O passeio deixa a cidade de Bangkok pela manhã e percorre aproximadamente 100 km até chegar à região do mercado flutuante. A duração deste percurso foi de pouco mais de 1h30.

Ao chegamos a Damnoen Saduak, entramos em um pequeno barco a motor onde uma senhora nos guiou, por águas não muito limpas, até a área que era efetivamente o mercado flutuante. Esta primeira etapa não é muito agradável, pois com a velocidade dos barcos (muito mais rápido do que eu estava esperando. Medo!), nos dá a sensação que vamos virar a qualquer momento.

Já dentro do mercado temos duas situações: a área de píer que tem diversos vendedores de comida, temperos, roupas e até com cobra, para que o mais corajoso tire sua foto e a área do canal que fica congestionada de canoas para o passeio.

A bordo de uma destas canoas, que funciona a remo, é possível acessar os pequenos canais com as barracas que também vendem artesanatos, roupas, pinturas, frutas e mais uma infinidade de coisas. O preço aqui, claro, é mais alto que em lugares como a Khao San Road e você escutará todos os vendedores gritando e oferecendo em baixar os preços para te seduzir. Já o preço dos temperos estava super em conta e trouxemos vários para o Brasil.

 

Pelo seu caminho também cruzarão os food boats, que são aqueles barcos em que a comida é preparada ali dentro mesmo. Outros barcos vendem frutas tropicais frescas, algumas já conhecidas por nós. Optamos apenas por tomar uma água de coco mesmo. Curiosidade: o coco na Tailândia é menor do que o nosso e a água é um tanto quanto salgada, não sendo menos gostosa, apenas diferente.

A água potável e a forma como a comida na Tailândia costuma ser armazenada muitas vezes nos custam uma infecção alimentar, que não estamos acostumados com os mesmos tipos de bactérias (Sim! Nós também passamos mal durante nossa estadia em Bangkok).

Muitas pessoas consideram este um programa turístico demais e acabam não indo até lá (talvez seja preguiça do deslocamento). Mas a questão é: turístico ou não, é a evolução natural de um costume que já foi muito aplicado e praticado na população tailandesa e é uma oportunidade de você entender, sentir e vivenciar esta experiência. Então nossa sugestão é: vá, faça e chegue à conclusão por você mesmo. Sawasdee krap!

************************************************************************************************************

Utilizando os links das empresas parceiras do Passaporte Rodado para fazer suas reservas, ganhamos uma pequena comissão. Você não pagará nenhuma taxa extra por isto e, assim, nos ajudará a monetizarmos nosso trabalho.

Reserva de hotel | Aluguel de Carros | Seguro de Viagem | Aluguel de Moto | Aluguel de Apartamento e Casa | Reserva de Hostel | Passagem de Trem pela Europa | Guias de Viagem

Ainda tem dúvidas sobre o Mercado Flutuante Damnoen Saduak ou gostaria de compartilhar suas experiências? Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 thoughts to “Como visitar o Mercado Flutuante Damnoen Saduak (Bangkok)”

    1. Oi, Natália.
      Não cheguei a anotar o nome da agência, mas fizemos o seguinte, fomos andando pela região da Khao San Road e perguntando os preços. Fechamos com o mais barato e também que tinha o horário mais cedo, pois havíamos programado em fazer tudo pela manhã.
      O valor foi algo em torno de 360 baht por pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *